APH

APH

Padrasto de Eva Luana é condenado a 35 anos e 21 dias de prisão


Foi publicada nesta quarta-feira (14) a sentença de Thiago Oliveira Alves, padrasto da jovem Eva Luana, moradora de Camaçari, que o denunciou por tortura e estupro no início deste ano. De acordo com a decisão do juiz Ricardo José Vieira de Santana, Thiago irá cumprir pena de 35 anos e 21 dias em regime fechado e a um ano e três meses de detenção em regime aberto.
Thiago foi condenado pelos crimes de lesão corporal no âmbito da violência doméstica, tortura e estupro de vulnerável. Ele está preso desde fevereiro, quando Eva divulgou nas redes sociais os 8 anos de abuso que sofreu por parte do padrasto. O caso teve repercussão nacional e a moça virou um símbolo da luta contra a violência doméstica.
O processo continua em segredo de justiça.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.