APH

APH

Como realizar os primeiros socorros no trânsito?

Como realizar os primeiros socorros no trânsito
Essa é uma daquelas situações que todo mundo torce para nunca ter que passar, mas se acontecer não dá para simplesmente ignorar. Por isso, saber como realizar primeiros socorros no trânsito é fundamental e pode significar a diferença entre a vida e a morte.
Desde situações onde a pessoa não parece estar machucada, mas pode ter ferimentos internos, até técnicas de ressuscitação, veja aqui como agir nessas horas e o que diz o Código Nacional de Trânsito sobre o assunto.

Aprender a realizar primeiros socorros no trânsito também é questão de conscientização

Não é apenas uma questão de aprender regras, a segurança no trânsito é uma questão de convivência social e aprender como realizar primeiros socorros no trânsito é uma questão de conscientização. Se em tudo o que fazemos no dia a dia há riscos, em maior ou menor grau, devemos todos estar preparados para eles e, na rua, no carro ou fora dele, não é diferente.
Em caso de acidente, como acionar rapidamente o serviço de saúde local e como agir enquanto a ambulância do não chega? Como dar mais conforto às vítimas? Como reduzir ou anular ameaças que podem estar no entorno e que podem agravar a situação da vítima?
As primeiras ações são cruciais para a saúde e para a redução de possíveis sequelas. Ainda que cada acidente seja diferente, há um conjunto de ações que podem salvar vidas. Os primeiros passos são: manter a calma, sinalizar o local para evitar que outro acidente aconteça e ligar para a ambulância.
Para fazer a sinalização, use triângulo ou, na falta dele, sinalize com alguns galhos de árvore. A distância entre o acidente e a sinalização deve ficar de acordo com o limite de velocidade da via: se for de 80 Km/h, por exemplo, coloque-a a 80 metros. Quando ligar para a emergência, diga que tipo de acidente ocorreu, se há algum risco de explosão e o estado da vítima, ajudando os paramédicos a já se prepararem melhor durante o caminho.

Veja os próximos passos para saber como realizar os primeiros socorros no trânsito

Procure manter a vítima consciente, conversando com ela. Pergunte o seu nome, idade, onde mora, etc. Isso também o ajudará a dar alguma informação necessária para a identificação posteriormente.
Verifique a respiração da vítima, sempre evitando ao máximo movimentar o corpo. Se o cinto de segurança estiver sufocando o acidentado, retire-o sem mudar a pessoa de posição. Caso a cabeça esteja pendendo para os lados você pode ajudar a mantê-la para cima, mas jamais exerça qualquer tipo de pressão sobre ela.
Essa é a primeira orientação – a menos que você tenha treinamento especializado ou seja um médico e souber reanimar batimentos cardíacos ou encher de ar os pulmões. Caso contrário, a primeira regra de como realizar primeiros socorros no trânsito é não mexer no acidentado de forma alguma, porque pode agravar a situação ou causar sequelas graves. Da mesma forma, também não retire capacetes de motociclistas, não dê água ou comida nem faça torniquetes.

Preservando o local e mantendo a passagem livre

O local do acidente deve ficar o mais preservado possível, evitando aglomeração de pessoas, falatório e situações estressantes. Veja a melhor forma de realizar primeiros socorros no trânsito, mas procure manter a integridade física da vítima. Ajude, mas tome cuidado se houver risco de incêndio ou explosão. Por outro lado, quanto menos pessoas e confusão houver, mais rapidamente chegará o socorro.
Tenha sempre esses telefones à mão: 191 (Polícia Rodoviária Federal), 192 (Samu – Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), 193 (Corpo de Bombeiros) e 190 (Polícia Militar).
Ao chamar o socorro procure ter resposta para perguntas como o tipo de acidente (dois carros, caminhão ou ônibus e carro de passeio, atropelamento etc), quantidade de pessoas envolvidas, o estado das vítimas, se há pessoas presas nas ferragens, se há risco de incêndio ou explosão. Também tenha em mãos endereço e ponto de referência mais próximo.

Omissão de socorro é crime

É sempre bom lembrar que deixar de prestar socorro à pessoa em iminente perigo quando é possível fazê-lo sem que haja risco pessoal é crime e infração gravíssima, de acordo com o Código Penal Brasileiro e com o artigo 304 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Portanto, saber como realizar primeiros socorros no trânsito é também uma questão de respeito à legislação.
Como infração gravíssima, haverá aplicação de multa, além de 7 pontos na carteira e a suspensão da permissão de dirigir. Já pelo Código Penal, o tempo de detenção é determinado pela capacidade de assistência e a gravidade da lesão, ficando entre 1 e 6 meses de detenção, aumentando em 50% caso a omissão resulte em lesão corporal grave ou triplicar se a omissão implicar em morte da vítima.
Lembre-se que, acima de tudo, dirigir é uma responsabilidade consigo mesmo, com quem está no seu carro e com quem está na mesma estrada ou rodovia que você. Por isso, seguir as regras de segurança e de boa convivência é tão importante quanto ter um bom preparo em relação à parte prática e legislativa do ato de dirigir.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.