APH

APH

Operação da Polícia Civil cumpre 24 mandados de busca e apreensão em Feira de Santana

Operação da Polícia Civil cumpre 24 mandados de busca e apreensão em Feira de Santana
Operação busca informações detalhadas sobre homicídios, tráfico de drogas, furtos e roubos.
A Polícia Civil de Feira de Santana cumpriu 24 mandados de busca em apreensão, na manhã desta quinta-feira (28), em Feira de Santana, durante a operação Neutro Infantia. A operação busca obter detalhes que ajudem a elucidar homicídios e identificar suspeitos de tráfico de drogas, furtos e roubos praticados na cidade. A maioria dos alvos é menor de idade.
Segundo o delegado Roberto Leal, coordenador regional de polícia (1ª Coorpin), participaram da ação 120 policiais civis de Feira de Santana, Serrinha, Alagoinhas e Santo Amaro. Ele informou também que os mandados foram cumpridos nos bairros Tomba, Feira X, Jussara e Portelinha. Várias pessoas foram conduzidas para o Complexo de Delegacias, no bairro Sobradinho, para prestarem esclarecimentos.
“Em virtude dos crimes que vem ocorrendo principalmente envolvendo menores, tanto homicídio quanto tráfico de entorpecentes e outros crimes, e a participação destes menores em facções criminosas, foi deflagrada essa operação que tem o intuito inicial de conduzir essas pessoas para interrogatório, e em caso de encontrarmos material ilícito prendê-las em flagrante. Diversas pessoas foram conduzidas e serão ouvidas. Vamos definir quais procedimentos deverão ser feitos, porque algumas destas pessoas são menores, então teremos que ouvi-las e saber se encaminha ou não para a Case Melo Matos. Estamos na fase de triagem”, explicou.
O delegado informou que uma arma, vários celulares e drogas foram apreendidos durante a operação.
“Já foi apreendida uma pistola 380, já temos informações de que essa arma pode ter sido usada em algum desses homicídios que estamos investigando. Apreendemos também certa quantidade de entorpecentes, e foram apreendidos menores envolvidos em furto e roubo. Estes menores estavam inclusive com posse de alguns celulares, e vamos fazer a triagem destes aparelhos pra saber se foram roubados aqui em Feira de Santana, e chamaremos as vítimas para serem ouvidas”, informou Roberto Leal em entrevista ao Acorda Cidade.
Ele disse também que os conduzidos podem ter informações sobre pessoas envolvidas diretamente em crimes.
“Trata-se de um operação com intuito maior de investigação. Trouxemos pessoas para fazer investigações mais detalhadas e precisávamos conduzi-las, fazer buscas, angariar telefones, drogas, armas utilizadas neste crimes. A gente sabe que o envolvimento de muitas destas pessoas não é diretamente com o crime, por exemplo, com um homicídio, mas recebem pagamento para guardar armas, drogas e outros objetos ilícitos, e a gente quer ouvir essa pessoas”, concluiu.
Sobre o nome da operação, Neutro Infantia, o delegado explicou que foi denominada assim porque a operação é voltada para os menores de idade.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.