Deputado pernambucano defende adiamento das eleições municipais de 2020 - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

19 de março de 2020

Deputado pernambucano defende adiamento das eleições municipais de 2020

Resultado de imagem para Deputado pernambucano defende adiamento das eleições municipais de 2020

Com o avanço do coronavírus no Brasil e o nível de pandemia, decretado pela Organização Mundial de Saúde, o deputado federal Ricardo Teobaldo defendeu o adiamento das eleições deste ano. No plano local, o parlamentar faz oposição ao PSB. No plano nacional, a sigla tem se destacado por apoiar o governo Bolsonaro.

Segundo o parlamentar, o Brasil não pode colocar na pauta o debate eleitoral enquanto não tiver tranquilidade em relação a doença.
O deputado levará a bancada do Podemos, em Brasilia, o pedido para que a legenda faça essa defesa, propondo uma PEC (Proposta de Emenda a Constituição) unificando as eleições deste ano com o pleito de 2022.

“Esse é o momento de unirmos esforços em defesa da saúde pública. Nós não temos a real previsão de quando voltaremos a nossa rotina normal. Alguns especialistas falam em 3 ou 4 meses. Não temos nenhuma certeza em relação a isso. Nesse cenário, defendo que o TSE adie as eleições para que não haja prejuízo ao processo democrático e a população”, afirmou.

O parlamentar também defende que os recursos destinados a eleição sejam realocados.

“Nesse momento isso não é um gasto prioritário. Além do Fundo Eleitoral, temos o custo com a operação em si. Todos esses recursos devem ser destinado ao combate e ao acolhimento dos afetados com o Corona Vírus, seja do ponto de vista da saúde ao aspecto econômico”, diz.
Outro ponto abordado é o momento que a sociedade encontra-se para que seja inserido o debate eleitoral.

“Existe a grande possibilidade de chegarmos em agosto e setembro com algumas restrições impostas pelo vírus. Como vamos chamar a sociedade para debater sobre eleições? Não tem o menor cabimento. É necessário ter responsabilidade e priorizar o que é importante para o pais. E hoje, nesse cenário, as eleições agora passaram a ter importância secundária”.

Além desses pontos Ricardo Teobaldo também argumenta que toda estrutura eleitoral está prejudicada com as restrições sociais que está se enfrentando, a exemplo do funcionamento de órgãos públicos, atendimento ao eleitor e o funcionamento dos cartórios eleitorais.

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas