APH

APH

Centro de Cultura recebe exposição sobre a comunidade rastafari



Mostra reúne fotografias registradas por Ras Silah do Panamá

 “Raiz Africana e a Comunidade Rastafári na Diáspora” é o nome da exposição que está em cartaz no foyer do Centro de Cultura da Câmara de Salvador até o dia 17 de maio. Os interessados podem conferir a mostra fotográfica, com registros de diversos fotógrafos, de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h. A abertura oficial ocorreu na noite desta quinta-feira (9), durante sessão especial em homenagem ao Dia Nacional do Reggae, comemorado em 11 de maio, e contou com a presença e apoio da vereadora Marta Rodrigues (PT). 


A exposição foi organizada por Ras Silah, ancião rastafari do país Panamá, que veio à capital baiana representando a Aliança Rastafari do Panamá e da União Rastafari da Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Diversos representantes do movimento rastafari do Panamá nas localidades Colon, Ilha de Bastimentos e Boca del Toro foram fotografados nos respectivos municípios, além de eventos voltados para a cultura afrodescendente e rastafaris brasileiros também compõem a mostra. 


“Rastafari não é uma religião, mas uma nação que tem sua formação na movimentação pela liberdade de todos os africanos. A raiz dos rastafáris nasce quando agarram o negro e o sequestram para as Américas. É uma luta que começou desde o início da escravidão”, pontuou Ras Silah, destacando que é um guerreiro africano.

Fonte da notícia: Diretoria de Comunicação
Tecnologia do Blogger.