APH

APH

Manchas de óleo no Nordeste atingem 12 áreas de conservação


Último registro foi na Reserva Extrativista (Resex) Curupuru, no Maranhão
O óleo que invadiu vários pontos do litoral do Nordeste já atingiu 12 áreas de proteção ambiental. A última foi a Reserva Extrativista (Resex) Curupuru, no Maranhão. O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) registrou a substância na área pela primeira vez na noite da quinta (10).
Ao G1 Natureza, moradores dizem que desde o último dia 4 já foram vistas manchas no local. "Eram manchas pequenas, nada como tem aparecido por aí. Mas o clima é de apreensão. Quando acompanhamos os gráficos de correntes marinhas que mostram como as manchas se espalharam pelo litoral, a gente fica com medo de que chegue mais aqui", explicou a chefe da reserva, Mary Jane de Fonseca.
Mais de 4 mil pessoas vivem na região. O óleo pode ameaçar a pesca e também afetar a vida de animais marinho, a exemplo do peixe-boi, que está na lista de espécies em ameaça.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), já são doze unidades de conservação federal atingidas pela poluição. Veja a lista:
Área de Proteção Ambiental Barra do Rio Mamanguape (PB)
Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais (PE)
Área de Proteção Ambiental Delta do Parnaíba (PI)
Área de Proteção Ambiental Piaçabuçu (AL)
Área de Relevante Interesse Ecológico manguezais da Foz do Rio Mamanguape (PB)
Parque Nacional Jericoacoara (CE)
Parque Nacional Lençóis Maranhenses (MA)
Reserva Biológica Santa Isabel (SE)
Reserva Extrativista Acaú-goiana (PB)
Reserva Extrativista Marinha Lagoa do Jequiá (AL)
Reserva Extrativista Prainha Canto Verde (CE)
A Reserva Biológica de Santa Isabel, em Sergipe, tem uma área prioritária de desova de tartarugas marinhas. Ninhos estão sendo protegidos e desde o início do mês a soltura de tartarugas foi suspensa no estado. Na Bahia, o Projeto Tamar também suspendeu a liberação de filhotes do animal na praia por conta da contaminação, que chegou ao Litoral Norte do estado.
Tecnologia do Blogger.