APH

APH

Nordestina e filho recém-nascido são encontrados mortos na Holanda; companheiro é suspeito

Crime aconteceu na cidade de Diemin, na Holanda
A cearense, identificada como Patrícia de Oliveira dos Santos, de 32, anos e seu filho recém-nascido foram encontrada mortos dentro de casa na cidade de Diemin, na Holanda. Os corpos foram achados no dia 18 de outubro. Ainda não se sabe quais as causas da morte de mãe e filho. Um homem foi preso. A polícia exterior e o Consulado Brasileiro em Amsterdã investigam o caso.
Patrícia mantinha um relacionamento a distância com um holandês, identificado como Denis, de 48 anos, há três anos. Quando o companheiro vinha para o Brasil, ele ficava hospedado na casa da brasileira, localizada em Fortaleza. Patrícia já tinha viajado algumas vezes para a Holanda e após a última viagem descobriu que estava grávida. Após a descoberta da gravidez, Denis enviou passagens para a brasileira a fim de que ela mudasse para a Holanda. Grávida de oito meses, Patrícia embarcou para o exterior no dia 28 de setembro.
De acordo com a família, Patrícia entrava em contato todos os dias. Sempre dizia que estava tudo bem, mas depois de algum tempo a frequência parou. A brasileira começou a se queixar de que o namorado tinha se tornado agressivo, não a deixava falar com a família e que não queria mais ter a criança, propondo a Patrícia que ela abortasse o bebê. Após a mudança repentina, os familiares não tiveram mais notícias da cearense. O irmão foi quem recebeu a notícia de que a cearense tinha sido encontrada morta dentro de casa ao lado do corpo do filho. Patrícia voltaria ao Brasil no dia 2 de dezembro. Ela deixa deixa outros dois filhos um de 8 e outro de 9 anos.
O consulado-Geral do Brasil em Amsterdã está acompanhando o caso. Um homem foi preso, mas não foi divulgada a identidade do suspeito. A polícia não sabe o que pode ter causado a morte de mãe e filho. As autoridades holandesas se responsabilizarão pelo translado dos corpos.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.