Vídeo mostra PM agredindo homem com cassetete na Boca do Rio; "ele me deu uma fantada na costela"

Vídeo mostra PM agredindo homem com cassetete na Boca do Rio; "ele me deu uma fantada na costela"
Moradores do bairro da Boca do Rio, em Salvador, estão indignados com uma ação de policiais militares ocorrida na noite de quarta-feira (25/12). Segundo eles, houve excesso durante uma abordagem feita pelos agentes durante uma festa que acontecia na comunidade.
De acordo com um denunciante, que prefere não se identificar, estava havendo uma confraternização natalina promovida pelo dono de um bar junto com ouros moradores do local, quando os policiais chegaram e pediram para retirarem o carro de som, mas em seguida teriam cometido a ação. Tudo aconteceu na localidade conhecida como Barreiro de Baixo. 
"Minha mãe se dirigiu até eles, porque estavam discutindo com um amigo dela e eu me aproximei. Nesse momento, um deu um murro em meu rosto. Quando eu puxei minha mãe, ele me deu uma fantada na costela, aí depois me deu uma fantada nas costas", relatou.
A cena que mostra essa ação foi registrada em um vídeo gravado com ajuda de um celular.
Em nota, a Polícia Militar informou que os policiais, lotados na 39ª Companhia Independente (CIPM/Boca do Rio), já foram identificados e as circunstâncias do fato estão sendo apuradas. A corporação disse que o comando da unidade já tem ciência do caso, mas reforçou a importância de as vítimas prestarem queixa na Corregedoria, o que deve acontecer ainda nesta quinta-feira (26/12), segundo o próprio agredido. 
A PM salientou ainda que as guarnições foram acionadas por volta das 22h30 após ligações de moradores que reclamavam do volume do som durante festa de "paredão" realizada por moradores da localidade, inclusive com a denúncia de venda de drogas. Os policiais militares foram até o local onde conversaram com os participantes da festa e o som foi desligado. Em pouco tempo, ainda segundo a versão oficial, o volume voltou a ficar abusivo e as famílias da região fizeram novos acionamentos. Os policiais militares voltaram para a localidade, quando houve o desentendimento.

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.