Com pandemia de coronavírus, cortes no comércio podem atingir 5 milhões de trabalhadores no Brasil - BEREU NEWS

Últimas Notícias

Post Top Ad

Anuncie Aqui

21 de março de 2020

Com pandemia de coronavírus, cortes no comércio podem atingir 5 milhões de trabalhadores no Brasil

Com pandemia de coronavírus, cortes no comércio podem atingir 5 milhões de trabalhadores no Brasil
Com a pandemia do coronavírus e as medidas do Ministério da Saúde, para evitar aglomerações, muitas lojas resolveram suspender o atendimento, durante o período. O fechamento dos estabelecimentos, no entanto, deve ter impacto direto na economia dessas lojas, que, para evitar uma crise maior, devem demitir funcionários.
Segundo estimativas da Associação Brasileira das Lojas Satélites (Ablos), que representa as maiores lojas dos shoppings, e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel), até 5 milhões de pessoas podem perder ser demitidos, até o final de abril.
De acordo com o representante da Abrasel, Paulo Solmucci, o comércio já enfrentava um longo período de vendas fracas, e, após a crisa instaurada devido ao coronavírus, é possível que a maioria desses estabelecimentos não tenha caixa suficiente para manter todos os funcionários.
Tito Bessa, da Ablos, delarou, segundo reportagem da revista Exame, que deve demitir cerca de 40% de seus empregados. Ele é dono da rede TNG, que atualmente possui 170 lojas e mais 1.600 funcionários. 
O advogado Leonardo Tavano, do escritório que atende as marcas Vivara, Cinemark, Etna e Restoque, que administra as lojas Le Lis Blanc, Dudalina e John John, informou, também de acordo com a Exame, que esses estabelecimentos estão preparando demissões alternativas, como redução da jornada de trabalho e férias individuais e coletivas. O advogado acredita que essas unidades devem diminuir de 30 a 40% o quadro de trabalhadores.
PIB
Devido a crise, a previsão de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) reduziu para 0,02%, em 2020, segundo a Agência Brasil. O PIB é a soma dos bens e produtos produzidos. A última estimativa era de 2,1%.
Os dados foram divulgados pela Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia, que apresentou o Relatório Bimestral de Avaliação de Receitas e Despesas, documento que orienta a execução do Orçamento. As novas projeções apontam que a pandemia do coronavírus praticamente eliminará todo o crescimento econômico originalmente previsto. 

Post Bottom Ad

Anuncie Aqui

Páginas